segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Removendo os cabrestos


Nesse post vamos entender como saber aonde estamos, aonde queremos chegar e qual a relação disso com o nosso tema principal que é a energia (lembrando que essa é mais uma parte do livro que será lançado em dezembro por mim, chamado "Sim!").

O que mais eu ouço as pessoas darem como resposta para seus problemas ou conflitos que tem que ser resolvidos é: “Esse é o meu jeito”, ou “Eu sou assim mesmo”, fazendo isso ela se bloqueia para que não penetre qualquer tipo de conhecimento, ensinamento ou ajuda. O primeiro passo para alcançar o que se deseja, depois de ter remanejado tudo que é externo, como comentamos no último post (Cônjuges,amigos, sociedades), é entender que o melhor médico do Mundo só consegue curar o paciente que deseja ser curado, ou seja, ninguém virá em sua casa avisando da boa nova, dando soluções para problemas seus, porque ninguém além de você sabe o peso de cada conflito seu, seja lá ele qual for, e o quanto representa para você, sem contar que a sua evolução é praticamente nula quando alguém resolve um problema seu, o correto é sim ser ajudado quando necessário, só que mais importante que isso, é aprender a resolver problemas e pegar tudo que há de melhor nessa experiência! Albert Einstein já dizia que os conflitos são a maior dadiva que temos, que sem eles não há evolução, então com base no exemplo em negrito acima, nós que somos leitores desse blog e provavelmente compartilhamos das mesmas experiências por ler os mesmos livros que aqui são recomendados, somos os pacientes, e todos esses posts, livros e seus autores são os médicos.

Como foi citado no último post, nós discípulos do mestre Gabriel e membros da família TSKF, estudamos a natureza humana de duas formas, um pela observação, e outra pela vivência. Usamos a observação, a leitura, a busca pessoal movida pela motivação para ter um aprendizado sem ter nada a perder, sem dor e sofrimento, e aprendemos por meio das experiências e vivências o que não conseguimos prever/entender por meio da observação, ou seja, aprendemos de qualquer forma quando queremos, quando temos um problema é destinada uma grande quantidade de energia para o ato de aprender, analisamos cada vírgula e cada porém de tudo que nos acontece, e tudo isso é conteúdo que nos ajuda a entender qual é a nossa posição perante os nossos objetivos. As perguntas certas a serem feitas hoje com o conteúdo que já foi passado é:

·      Você está contente e satisfeito com tudo que tem?
·      Você quer ser algo que ainda não é ou ter algo que ainda não tem?
·      Você tem a pretensão de ser como seus pais, ou seus amigos?
·      Parece uma pergunta muito chata, mas você gosta do que seus pais e seus amigos são ou tem?
·      Você quer ter os mesmos resultados que eles tiveram?
·      Você quer ser ou ter algo que ninguém tem ou é?

Se você quiser ser ou ter algo que nenhuma dessas pessoas tem ou são, você simplesmente não deve seguir conselhos dessas pessoas (Você leitor vai dizer: Nossa que barbaridade, ele não sabe o que fala!). Pois é você só deve ter conselhos sobre sua profissão, sobre um produto ou sobre qualquer coisa, com as pessoas que tenham a EXPERIENCIA que lhe supra as necessidade, ou seja, um conhecimento de causa, pessoas que trabalham com isso e tem sucesso (sempre construa sua base com o melhor material que existir), no caso de necessitar de um produto procure conselhos de quem produz o que você quer, como já havia dito, não procure conselhos em como montar uma madeireira com uma cozinheira, ou como fazer bolos maravilhosos para um marceneiro, direcione sua energia para o que você quer, pois se isso não acontecer, você apenas terá que se satisfazer (e sem qualquer direito de reclamações) das vontades dos outros.

Mais um pouco de água na nossa groselha!