quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

TSKF Entrevista #8

Hoje estamos recebendo para a nossa oitava Entrevista o Sócio e Instrutor Walter Alípio.

Iniciou seus treinos em 2011, aos 24 anos.

Em agosto de 2012 começou a dar aulas e antes disso trabalhava com suporte técnico de computadores.

Participou de diversos campeonatos, inclusive em outro estado, Curitiba / PR em 2012, seu primeiro campeonato e lá, em suas palavras: “tive a oportunidade de conhecer melhor muitos dos meus colegas de treino, alguns dos quais treinam até hoje”.

Este evento se tornou marcante, pois apesar de não trazer nenhuma medalha, foi lá que pela primeira vez sentiu “aquele frio na barriga” que aparece antes da competição e se dissipa quando entramos na área, para o Walter, uma sensação viciante e sem igual.

Participou de diversos eventos da TSKF desde que começou a treinar e dar aulas, como por exemplo, o grupo de apresentações TSKF Show Team e a peça “4 caminhos para a vitória”, quando a TSKF teve honra de levar ao teatro Brigadeiro seu maior público desde sua fundação.

Graduou-se faixa preta em 2014.

É sócio e instrutor na TSKF Consolação e TSKF Tucuruvi, esta última onde leciona desde setembro de 2014 até hoje (2016).

=============================================================

Walter, como você conheceu o Kung Fu? 

Assistia filmes do Jack Chan, posteriormente do Jet Lee. E meu interesse cresceu ainda mais depois de assistir “Matrix”.

Você depois de 1 ano de treino começou a dar aulas, o que lhe motivou a tomar essa decisão? 

O que foi decisivo para querer me tornar instrutor foi a própria experiência de treinar na TSKF. Sentir a energia dos instrutores e do ambiente, seja em qual fosse a unidade, a organização, a disciplina. O incentivo dos instrutores também foi importante.

O que você acha mais importante para uma pessoa que almeja dar aulas de Kung Fu?

Leiam os posts do blog, acompanhem os vídeos e procurem ler os livros que o mestre recomenda. Autodesenvolvimento é crucial.

O que mudou em sua Vida quando você decidiu se dedicar apenas ao Kung Fu?

Na verdade, culminou com uma série de mudanças que eu já queria fazer, então sai da empresa em que estava, mudei de casa, transformei minha rotina e isso foi muito valioso, o sentido de trabalho mudou completamente para mim.

Olhando para trás, todas as dificuldades que você passou, qual foi a lição mais valiosa que você aprendeu?

A lição mais valiosa é que tenho muito a aprender, chegar até aqui foi só uma etapa é tenho muito a trilhar.

De todas decisões que tomou até hoje, se arrepende de alguma? Faria algo diferente? 

O que eu faria diferente? Talvez tivesse começado a treinar mais cedo.

Como você vê a TSKF daqui 10 anos? 

Maior e cada vez mais forte, temos muitas regiões do Brasil para expandir.

Obrigado!