sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Como matar o seu escravo

Que fique claro aqui que não estou incentivando que nenhum de vocês cometa um assassinato.

Entenda como escravo todo aquele ou tudo aquilo que trabalha para você lhe gerando algum tipo de resultado, seja ele financeiro, material ou emocional.

Como sei que muitas pessoas entendem mais facilmente quando desenhamos ou quando damos exemplos, preferirei nesse texto explicar o significa matar o seu escravo através de exemplos.

1 – Sua aplicação financeira, fundo, poupança, ações etc. são escravos. Nesse caso matar o seu escravo significa usar o seu recurso financeiro para adquirir um passivo, viajar, comprar um carro novo ou uma casa para morar etc. Cabe aqui falar da principal lição que aprendi ao ler o livro Pai Rico Pai Pobre, onde Robert Kiyosaki diz que, ricos compram ativos e pobres compram passivos. Isso não impede que você compre qualquer dessas coisas, desde que seja para investir num escravo que lhe de mais lucro ou usando apenas os lucros obtidos através de seus escravos (investimentos) para comprar o passivo que você deseja. Entenda como ativo tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso e como passivo tudo aquilo que tira dinheiro do seu bolso.

2 – Tirando a casa onde você mora, todos os demais imóveis que você tem alugados, são também seus escravos. Isso significa que se você vender qualquer um desses imóveis para comprar um passivo, você também estará matando seus escravos.

3 – A empresa onde você trabalha como empregado é também um escravo. Nesse caso matar o seu escravo é, por exemplo: chegar atrasado na empresa, sair mais cedo, fingir uma doença para faltar etc. As pessoas de uma maneira geral vão matando seus escravos devagarzinho sem nem perceberem o que estão fazendo, na maioria das vezes por pura burrice mesmo, por conta da lavagem cerebral feita por seus pais, amigos próximos, professores etc.

4 – Se você é empresário, seus clientes são seus escravos, portanto, matar os seus escravos significa tratar mal os seus clientes. Outra maneira eficiente de um empresário matar o seu escravo é tratar mal sua própria empresa ou não ser profissional, como por exemplo, chegar atrasado em sua empresa, abrir seu negócio tarde, sair no meio do expediente para tomar um cafezinho ou ir ao banco ou faltar para passear. Normalmente o empresário que faz isso é aquele que pensa como empregado e que não dura muito como empresário.

5 – Uma pessoa ou um amigo que lhe ajuda ou que lhe ajudou também é um escravo. Nesse caso a maneira mais eficiente de matar esse tipo de escravo é com a traição. Posso dizer que nesse caso não existe maneira mais eficiente para matá-los. Costumo lembrar sempre que tartarugas não sobem em poste sozinhas.


Quando eu digo que coloco o meu trabalho acima de qualquer outra coisa depois de mim, normalmente as pessoas me acham um louco. Não me importo com o que elas pensam, porque sei que devo cuidar bem do meu escravo, porque minha sobrevivência e a sobrevivência da minha família e até da minha querida Megui (minha cachorra) dependem do dinheiro que consigo através do meu trabalho (escravo). Não tenho nada contra quem pensa diferente, desde que não reclame de sua situação financeira e dos problemas que possam lhe ocorrer por falta de dinheiro.