quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Um Caminho

Recentemente, observando alguns números das academias com o Mestre Gabriel, pude ver que o número de faixas pretas e acima corresponde a 2,32% do total de alunos da TSKF. Devemos incluir aí os sócios e instrutores de academias (que não deixaram de ser alunos!). Eliminando este grupo que trabalha com a TSKF, teremos cerca de 1% de faixas pretas que são alunos.

É sabido que a faixa preta é apenas mais uma de muitas etapas dentro do Kung Fu. Para algumas pessoas, pode nem ser a mais difícil, como para outras pode ser um desafio bem intenso. De qualquer forma, há muito mais Kung Fu após esta etapa, assim como houve muito Kung Fu até esta etapa.

Ainda assim, os números mostram que muitas pessoas não chegam até esta etapa. Como é possível então ser capaz de ir até este ponto e além?

Lembro que o Mestre Gabriel falava muito em três pontos importantes para se manter treinando nossa Arte:

1- Faça amizades na academa
Se você é aquele que entra calado na academia e sai mudinho-da-silva, é melhor mudar isso se quiser se manter ativo na academia por muito tempo. Isso não significa que é preciso mudar e, no lugar de ser aquela garota discreta, se tornar uma matraca sem freios nas cordas vocais.
O "fazer amizades" significa ser quem você é, sendo sociável com seus colegas de treino, com aqueles parceiros com quem você divide suas aulas, treina os básicos e aplicações em conjunto. Conhecer pessoas novas faz bem para a saúde mental também, pois cada pessoa tem experiências e visões diferentes, que sempre podem agregar ao nosso modo de ver o mundo.

2- Venha treinar
Parece extremamente simples, mas vir treinar pode se revelar bem desafiador, especialmente no começo. Costuma-se dizer que, para se criar um mau hábito, bastam três repetições. Entretanto, para se criar um bom hábito, são necessários três meses de repetições constantes. Isso é verdade especialmente no começo do treino, quando o corpo ainda não está acostumado ao exercício e algumas dores sempre nos acompanham no dia seguinte. Aquele que perseverar e for maior que sua dor, seu desconforto, seu cansaço após um dia de trabalho, com certeza desenvolverá uma determinação de ferro que o levará longe, não apenas no Kung Fu.

3- Participar dos eventos
Deixei este por último, mas não é menos importante. Ao se envolver com as diversas atividades que a academia oferece, você arruma mais amizades, arruma mais motivos para treinar e aprende mais sobre a "maneira TSKF" de fazer Kung Fu. Isso ajuda a manter a motivação em alta sempre!

Especialmente para aqueles que um dia desejam se tornar instrutores, participar de eventos é algo interessante. Nós não vemos as aulas de feriado, participação de campeonatos, aulas de domingo, o Show Team e tantas outras coisas como um trabalho, da maneira usual que as pessoas usam.

Nós vemos todas estas atividades como oportunidades para aperfeiçoar nosso Kung Fu. Usando o corpo ou a mente.

Além disso, é uma forma de disseminar a nossa Arte para as pessoas, não apenas para os alunos, mas também para familiares e pessoas de fora de nossa escola.