terça-feira, 8 de março de 2011

O Carnaval de cada um

Antes de mais nada, esclareço que não tenho absolutamente nada contra o Carnaval. Não é uma festa que me atrai em especial, já fui em bailes algumas vezes quando era adolescente, nunca fui para a avenida ver o desfile e só. Acho bonito algumas coisas de algumas escolas, como a criativa idéia do carro abre-alas dos mortos vivos, ou a bateria inteira vestida com o uniforme do BOPE. Achei fantástico saber que uma aluna do Time de Arbitragem ia sair em uma escola de samba este ano (e não faltou no treino por isso).

Tem um lado ruim do Carnaval, que pode ser bem resumido no vídeo abaixo, que postei ontem no Facebook...




Tem o outro lado bom do Carnaval, que são os dias de folga, e aquelas pessoas que adoram viajar e estar em lugares diferentes podem aproveitar isso.

Mas o que mais me chama a atenção é a motivação que leva algumas pessoas a festejar o Carnaval...

"Vou pular o Carnaval e beber todas para esquecer da vida."
"Vou pular o Carnaval e dar em cima de todas/todos para tirar o atraso."
"Vou pular o Carnaval, viajar e sumir dessa cidade infernal."
"Vou pular o Carnaval para me livrar do trabalho e do chefe por quatro dias."

O Carnaval acaba sendo um válvula de escape para estas pessoas (que são a maioria? Minoria? Não sei), de forma que podem fugir de algo que as desagrada.

Mas, não seria muitíssimo mais fácil resolver o que perturba ao invés de se criar válvulas de escape? Depois do Carnaval, o chefe estará lá, a cidade vai voltar ao normal e por aí vai. Se a vida atualmente merece ser esquecida, é hora de construir uma mudança. Se a solidão é algo que aflige, é melhor atacá-la de maneira consistente e investir em bons relacionamentos. Se estar na cidade é insustentavel, não é um motivador para se desenvolver um projeto para mudar de cidade?

Se o trabalho é algo chato e/ou o chefe é alguém ruim, não seria melhor mudar de emprego/carreira e encontrar algo que te deixe feliz? Ou será que quatro dias longe dele(s) servem para recarregar as energias para aguentar até o próximo feriadão, quando todo o ciclo se repete?

Qual o seu Carnaval?