quarta-feira, 9 de novembro de 2016

TSKF Entrevista #4

Hoje estamos recebendo para a nossa Quarta entrevista o Sócio e Instrutor Rodrigo Oliveira.

Rodrigo começou a treinar Kung Fu aos 23 anos. Em Abril de 2014, começou a dar aulas na TSKF. Surpreendendo a todos, quando decidiu assumir a TSKF Guarulhos que estava a ponto de fechar.

Começou a dar aulas na faixa marrom, já como sócio da TSKF e de lá para cá vem desenvolvendo um trabalho excelente ajudando a academia de Guarulhos a crescer novamente, desenvolver e ajudar os alunos.

Já participou de diversas competições e teve muitas conquistas. Entre elas, ficou marcada em sua memória a primeira competição que participou, no Campeonato Paulista de 2013, numa época que só dispunha dos sábados para treinar seu Kung Fu e ainda assim, com determinação, conquistou a segunda colocação na competição garantindo vaga para o Campeonato Brasileiro do mesmo ano.

=============================================================

Rodrigo, o que lhe fez procurar o Kung Fu?

Sempre gostei de filmes de luta, e sempre quis mexer com aquelas armas, dar aqueles chutes. Quando estava de férias passei em frente à TSKF Guarulhos e agendei uma aula introdutória. Vi que era bem diferente das academias que já tinha visitado e percebi que era o que eu estava procurando.  

O que a prática do Kung Fu melhorou em sua Vida?


Além dos benefícios de se fazer alguma atividade física, tais como reflexo, força, agilidade, disposição. O Kung Fu ajudou muito com minha ansiedade e me ensinou que Kung Fu não é só soco e chute, como eu via nos filmes, e que eu poderia aprender muito mais ouvindo uma história ou conselho de alguém que já trilhou o mesmo caminho que eu estou começando.

Você poderia nos contar um pouco mais da sua conquista no Campeonato Paulista de 2013?

Foi uma prata com gosto de ouro. Trabalhava das 22:00 às 6:00 da manhã, e pela distância, eu não conseguia chegar nas aulas da manhã, então só me sobrava o sábado para treinar. O Campeonato Paulista foi meu primeiro campeonato, não estava no ápice da minha forma física, estava nervoso, não sabia nem como entrar numa área de competição. Quando acabei minha forma, e me chamaram pra receber a medalha quase não acreditei, alguns instrutores da TSKF vieram me dar parabéns e me elogiaram, foi nesse dia que amadureci a ideia de tentar entrar na TSKF. 

Com o quê você trabalhava antes da TSKF?

Eu cuidava da logística de uma metalúrgica em SP e de suas outras 3 unidades em Goiás, Rio Grande do Sul e Recife.

Qual foi o principal motivo que lhe fez ter vontade de dar aulas de Kung Fu?

Dividir experiências, ensinar e aprender todos dias, seja com criança, adulto ou idoso em um ambiente harmonioso.

O que mudou em sua Vida quando você decidiu se dedicar apenas ao Kung Fu?

Muita coisa, minha responsabilidade aumentou, e muito, tenho que mostrar que técnica e conduta tem que caminhar lado a lado, passei de aluno para um líder. O que é totalmente diferente de qualquer empresa, onde o que você faz ou o que você é do portão pra fora, tanto faz.

Qual foi a reação de sua família após tomar essa decisão? Olhando para trás, todas as dificuldades que você passou, qual foi a lição mais valiosa que você aprendeu?

Minha família não aceitou e não aceita até hoje, para falar a verdade. Eu tinha de tudo onde trabalhava, plano de saúde, 13°, 14º, um salário bom. Quando dei a notícia que tinha saído do emprego para ser professor de Kung Fu, quiseram marcar até psicólogo pra mim rs.
A lição mais valiosa, com certeza, é que para correr atrás do seu sonho, é você quem deve escrever a sua história, não deixe seu futuro nas mãos de ninguém.

Tudo isso que você passou e vem passando, tem valido a pena?

Está valendo muito a pena, todo dia a gente aprende alguma coisa, aprende com os erros, aprende com o Mestre, aprende com os alunos. Estou onde gostaria de estar.

Como você vê a TSKF daqui 10 anos?

Imagino a TSKF com unidades pelo Brasil inteiro, já somos a Maior, Melhor e Mais bem sucedida Academia de Kung Fu de todos os tempos, mas daqui 10 anos isso vai ter um padrão Nacional.

Obrigado!

www.tskf.com.br/academias