sábado, 8 de outubro de 2016

O KUNG FU TSKF

A TSKF nasceu diferente, desde o princípio ela já foi concebida para ser diferente das demais escolas. Minha intenção sempre foi usar o Kung Fu como uma ferramenta de desenvolvimento humano, tanto para mente quanto para o corpo.

Eu não entrei no Kung Fu para aprender a lutar, muito pelo contrário, sempre acreditei que havia algo mais sublime do que isso dentro dele e, realmente havia. Percebi rapidamente que a “filosofia” do Kung Fu poderia ser usada em qualquer área da minha vida.

Depois de treinar Kung Fu por dose anos, percebi que a maioria das pessoas que treinavam comigo, mesmo aqueles que diziam querer lutar, na verdade não queriam, estavam ali por alguma outra razão que não a luta. Percebi que muita gente desistia de treinar quando viam que tinham que lutar. Na verdade, percebi que várias pessoas desistiram de treinar depois que lutaram comigo. Eu era sangue ruim. Rs.

Diante de tudo isso, pensei comigo mesmo “deve ter muita gente que gostaria de usufruir dos benefícios do Kung Fu, sem ter que lutar”. Foi pensando nisso que fundei a TSKF, portanto, nascemos para atender um seguimento específico de pessoas. Não somos melhores nem piores do que ninguém, apenas diferentes.

Se vocês repararem, toda a estratégia de marketing da TSKF sempre foi concebida para encontrar aquelas pessoas que estão procurando o que temos para oferecer, que é o desenvolvimento mental através do treinamento do corpo através da prática do Kung Fu. Por isso que temos uma quantidade gigantesca de conteúdo referente ao desenvolvimento humano, tanto em texto, quanto em vídeo, espalhada pela internet. 

Embora a TSKF seja uma escola comercial, ela tem uma cultura tremendamente tradicionalista, que segue princípios extremamente rígidos de disciplina e de conduta e, por essa razão, é muito comum muitos de nossos alunos desistirem para treinar em escolas que não exigem tanto compromisso. Alguns de nossos alunos até mesmo desistem para treinar em praças ou lá no seu condomínio, onde não lhes cobrarão nem compromisso, nem disciplina nem muito menos conduta marcial. Não tem nada de errado com isso, tudo sempre irá depender do que essas pessoas estão buscando. Mas, uma coisa é certa, essas pessoas nunca aprenderão profundamente nenhum estilo, afinal de contas, seu professor só está fazendo mais um biquinho para ganhar alguns trocados a mais até que consiga alguma coisa mais fixa, como, por exemplo, um emprego, ou, que o seu negócio preferido se torne bem sucedido.

Nossa escola é tão tradicionalista que quando alguém nos procura perguntando se poderiam treinar somente uma vez por semana, preferimos dizer que seria melhor ela nem começar, porque sabemos que isso não a levaria a lugar nenhum e seria perda de tempo tanto dela quanto nosso.


Nosso Kung Fu é realmente para o desenvolvimento humano. Nesse sentido já fizemos muitas coisas nesses últimos anos, como, por exemplo: Organizamos dez campeonatos, viajamos para os Estados Unidos treze vezes, Alemanha quatro vezes, Cingapura e Argentina uma vez. Também organizamos duas convenções e duas peças teatrais e lançamos cinco livros. Agora no próximo dia 29 de Outubro faremos uma enorme apresentação para setecentas pessoas no Teatro Brigadeiro comemorando nosso vigésimo aniversário e a graduação de nosso primeiro aluno como mestre. Somos a TSKF.