quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Como manifestar a grandeza do Inconsciente

Caso você queira saber por que uma pessoa faz o que faz, descubra seus valores. Eles norteiam o comportamento e as ações dos seres humanos. Porque certas pessoas decidem uma coisa em determinada situação e outras, diante desta, tomam decisões completamente opostas das primeiras? Devido aos valores serem diferentes.

Por isso é muito importante conhecer os seus valores e os das pessoas próximas a você. Com essa consciência poderá entender as suas atitudes e as dos demais diante da vida e, assim, conseguir ter uma maior flexibilidade para relacionar com os outros e  consigo mesmo. Porém, a questão é que a maioria de nós é inconsciente dos nossos valores e, mais ainda, a respeito dos outros.

 É importante sabermos que adquirimos a maioria deles nas etapas de nosso desenvolvimento pessoal, quando éramos crianças e ainda não tínhamos tanta consciência para ter controle de nossa vida, entre 01 a 07 anos. Depois, entre 08 a 14 anos, absorvemos esses valores de nossos pais e familiares. Já na nossa adolescência (14 a 21 anos), adquirimos de nossos amigos e das pessoas que convivemos diariamente. Passamos o resto da vida vivendo de acordo com valores inconscientes sem questionar o que queremos ou não.

Chega um tempo que você começa a querer mais da vida; seus objetivos, metas, desejos, ambições aumentam e mudam.  Por causa disso, em determinadas situações, você começa a sentir-se estranho e, às vezes, a agir diferente com as outras pessoas sem saber explicar o que aconteceu. Mas muitas vezes, na verdade, está ocorrendo uma incongruência em seu interior, sendo causada pelos conflitos de valores que você tem e outros que você queria ter. Na Psicologia isso tem o nome de Dissonância Cognitiva.

Em diversas áreas da nossa vida (amorosa, financeira, familiar, pessoal, profissional etc.) temos uma escala de valores na qual o mais importante está no topo até outros menos relevantes que ficam no final. Eles podem ser repetidos em várias áreas, contudo muitas vezes terão significado e grau de importância (posição) diferente de uma para outra. Para você saber quais são seus valores, basta perguntar o que acha de mais importante em determinada área e classificá-los em grau de importância e em ordem decrescente.

A partir disso, será capaz de descobrir muitos conflitos e entender o porquê de sentir e agir estranhamente. Por exemplo: o rapaz que quer ter liberdade ao abrir seu próprio negócio, mas tem gravado em seu inconsciente o valor da segurança, fazendo-o  que sempre procure empregos que têm uma estabilidade maior, proporcionando atitudes contrárias sobre  seu desejo e tornando-se frustrado. Desta forma percebemos que muitas vezes somos inconscientes de nossos valores ou de seus significados e importância.

De fato, podem resultar em muitas discussões. Imagine você com outra(s) pessoa(s) com valores completamente opostos aos seus, haverá muita discussão e vocês não entenderão o motivo de tais comportamentos por parte da(s) outra(s) pessoa(s). Então não poderei me relacionar com ninguém que tenha valores diferentes? Claro que pode. Geralmente sempre gostamos e nos relacionamos com pessoas semelhantes a nós, como diz uma lei Universal: semelhante atrai semelhante. Mas se houver alguns valores diferentes (geralmente há), elas têm que ter consciência dos próprios valores e dos da outra pessoa, para assim haver diálogo e entenderem dois procedimentos para haver harmonia no relacionamento.  Primeiro, eles terão que abusar dos valores que tenham em comum (mesmo que sejam poucos). Segundo, procurar sempre apoiar os valores mais importantes um do outro estabelecendo uma troca mútua na qual os dois doam e recebem.

Lembrem-se: valores iguais não quer dizer tudo. Mais importante que as palavras, são os significados que cada um tem para ela. Posso ter duas pessoas cujo valor primordial é o amor, por exemplo, entretanto, para uma delas, amor significa ser abraçado a todo o momento e, para outra, significa compartilhar todas as coisas da sua vida. Desse modo, mesmo com valores iguais, os significados são diferentes e podem ocorrer conflitos entre os dois. Do mesmo jeito que valores diferentes podem ter significados iguais: para alguém diversão significa andar de moto em uma estrada a 200 km/h e, para outro, prazer significa a mesma coisa. Portanto, é fundamental conhecer os valores e o que eles representam para cada um.

E, para mudar nossos valores, devemos modificar a importância ou o significado deles, fazendo com que alguns menos importantes se tornem mais importantes e proporcionando um efeito cascata que alterará várias partes da nossa estrutura. Um meio de acontecer uma sinergia para essa mudança é estar no meio de pessoas, assistir palestras, filmes, ler livros que tenham como valores importantes aqueles que você quer que sejam mais importantes e, com o tempo, eles vão o modificando em busca dos resultados desejados.

Na TSKF temos uma estrutura de valores definidos (clique aqui para conhecê-los melhor). Quando o aluno entra na nossa escola, ele passa a ficar integrado dentro da nossa escala de valores. Se caso os dele forem conflitantes e, não havendo o desejo de mudar, o aluno pode acabar saindo da escola, pois cria- se uma discordância e, às vezes, o aluno não tendo essa consciência, acha que a culpa é da escola por não ter gostado.  Caso o aluno esteja disposto a mudar, o convívio com a escola vai ajudá-lo a adquirir os valores no seu tempo. Tendo como exemplo: na faixa branca você precisará da coragem, logo em seguida, precisará da persistência da faixa amarela, e vários outros valores (honestidade, confiança, respeito, lealdade...) no decorrer do tempo que for permanecendo e evoluindo no currículo da escola.

Também é necessária a atenção de nós instrutores quanto à relevância que o kung fu tem para nossos alunos. Se um aluno que considera o Kung Fu como um meio de se acalmar, ele agirá e treinará de uma forma diferente daquele aluno que vê o kung fu como uma ferramenta para ultrapassar seus limites ou até daquele que vê a arte marcial como um meio profissional - tudo uma questão de valores diferentes. Então, é missão da equipe TSKF sempre buscar observar os nossos alunos e, com isso, buscar adequar o ensinamento para melhor atender o objetivo de cada um.


Tiago Marques
TSKF Barro Preto