quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Como desenvolver seu Foco com uma dica simples


Toda vez que começamos a fazer alguma coisa e nos distraímos significa que desviamos nosso foco daquilo que estávamos fazendo para outra atividade, seja esta uma coisa urgente, que realmente precisava da sua atenção naquele momento, ou não, uma coisa superfula, por exemplo, o Facebook, o YouTube, o Smartphone, enfim...

É importante manter-se focado para haver um bom entendimento do que se está fazendo e até para evitar, ou identificar erros.

Se você está focado em um projeto, por exemplo, fazer as compras do mês no Supermercado. Mas você só tem uma hora pra fazê-lo ou vai se atrasar pra um compromisso.

Se você entrar no mercado e for diretamente onde estão os produtos que precisa, colocá-los no carrinho e se dirigir ao caixa, provavelmente você conseguirá cumprir sua tarefa no tempo necessário (ou até antes).

Agora, se você começar a passear no supermercado e visitar seções que não tem aquilo que estava buscando (seção de doces... hummm! seção de utensílios...  de lingerie... de vídeo game...) pelo puro prazer de olhar coisas que você pretende adquirir no futuro, ou ainda, coisas que você não queria, mas que a partir de agora passou a querer (a desejar), provavelmente você não conseguirá cumprir sua tarefa no tempo determinado e ficará frustrado por se atrasar pro seu compromisso, sem contar o desrespeito com aqueles que iam se encontrar com você.

Pensando agora numa aula de Kung Fu.

Por vezes aparecem situações que podem tirar nossa concentração e nos fazer perder o foco. Por exemplo, quando estamos executando uma técnica em conjunto, se não ficarmos focados / concentrados nos comandos do instrutor e nas técnicas que estamos executando e, algum aluno que está ao seu lado fizer um movimento diferente, provavelmente você irá se confundir.

Isso pode se dar pela falta de concentração ou até mesmo pela insegurança e posso acabar me confundindo. E é natural que por vezes isso aconteça, principalmente quando somos alunos iniciantes e temos muitas coisas para prestar atenção na aula e ainda não estamos acostumados.

Mas a expectativa é que, conforme o aluno vai se graduando, vá desenvolvendo essa concentração e consiga restringir o foco que dá para diferentes situações de forma consciente.

Acho que boa parte dos alunos da TSKF já devem ter ouvido a comparação “temos dois ouvidos e uma boca, pois devemos ouvir mais e falar menos.”. Ainda que não estejamos “falando audivelmente” nossa mente tende a travar diálogos ou criar situações que nos dispersam do nosso “aqui e agora”, do momento presente.

Vale refletir no seguinte:

Ao entrar na sala de treino (ou até na academia mesmo), ao passar pela porta de entrada, deixe tudo que não faz parte deste ambiente, pra fora! Digo as preocupações, os problemas, as mágoas, as frustrações, tudo aquilo que pode comprometer negativamente sua concentração. Como se você estivesse “partindo do zero”. Dando um reset nos seus pensamentos.

Veja, não estou dizendo que deve ESQUECER-SE dos problemas ou de tudo que você precisa resolver. Mas talvez deixando tudo isso em segundo plano neste momento e trazendo um momento de relaxamento e paz interior, que pode, inclusive, lhe ajudar a resolver problemas que antes estavam lhe tirando a concentração (ou até o sono).

Uma vez que você se desconecta dos problemas e volta a pensar neles depois de um momento de descontração, passa a enxergá-los um pouco mais racionalmente, sem aquele peso emocional, e assim, talvez a solução apareça sem a necessidade de se desgastar com o estresse, pensando de maneira mais leve sobre aquilo. Em alguns casos, possibilita até termos uma visão de fora do problema, como se fossemos espectadores e não estivéssemos envolvidos diretamente nele.

Há até casos em que problemas ou questões que antes lhe incomodavam ou tiravam sua concentração sejam reavaliados e você chegue à conclusão que metade deles são coisas que não precisam da sua atenção e eles saem da sua lista de “pendências” livrando sua mente para se preocupar com o que realmente deve ser resolvido.

Concentre-se no que DEVE SER FEITO, coloque PRIORIDADES nas suas tarefas e utilize sua inteligência organizacional para resolver tudo sem se perder ou deixar de dar atenção pro que realmente precisa. Isso deve ajudar.