terça-feira, 26 de maio de 2015

Conforte-se em ficar desconfortável!

Uma coisa que aprendi desde minha primeira aula de Kung Fu na TSKF, foi que, sem perseverança você não vence nenhum obstáculo, seja para o Kung Fu ou para qualquer outra coisa na vida.

Antes de eu ser sócio-Instrutor da  TSKF, eu trabalhava na área de logística de uma metalúrgica considerada uma das 50 melhores empresas para se trabalhar do Brasil, na qual fiquei durante 7 anos.

Entrei lá com 18 anos, como o famoso “peão de fábrica”, sabia que aquilo não era o que eu queria fazer para o resto da minha vida, mas mesmo assim, executava tudo da melhor maneira possível. Enquanto a maioria reclamava do sono (meu turno era das 22 às 6 da manhã), do salário, do chefe, eu apenas observava e fazia meu trabalho.

Eis que surge a crise #eacrise em 2009, a diretoria decidiu eliminar o terceiro turno para economizar, só me sobraram duas opções, primeiro turno (das 6 as 14) ou segundo turno (das 14 as 22), ninguém queria ir para o primeiro turno pois era no horário que a diretoria e gerência ficavam circulando pela fábrica para olhar o trabalho de todos. Foi aí que eu vi uma oportunidade, quem melhor para me promover do que os próprios diretores e gerentes? Fui para o primeiro turno.

Devido a crise, a maioria das maquinas ficavam paradas e muitos funcionários ficavam “sem ter o que fazer”, então decidi me preparar pois sabia que essa crise não seria eterna, resumindo, de 64 máquinas eu operava 53, rodava 2 das 3 linhas de produção além de ajudar os mecânicos com a manutenção. Nessa hora já estava com bagagem suficiente para crescer na empresa. Sempre tinha alguém pra tirar sarro, chamar de puxa saco, falando que ele que não estava fazendo nada ganhava a mesma coisa que eu, que estava trabalhando. Em dois meses depois que fui para o primeiro turno, fui promovido para a área de logística com as melhores referências de todos coordenadores com os quais trabalhei, nisso ainda estava rolando essa crise, e aqueles que ficaram falando que ganhavam o mesmo que eu, para não fazer nada, foram demitidos para a empresa cortar gastos.

Com meu salário triplicado, com plano de saúde, plano odontológico e todas essas “regalias” que quem tem CTPS possui (rs), foi uma tarefa difícil falar para a minha família que largaria tudo isso para ser instrutor de Kung Fu. Mas enquanto minha família soltava um turbilhão de opiniões negativas para o que eu queria fazer, na mesma semana fui treinar na Unidade Tucuruvi e ouvi do Shifu Luiz Fabiano a seguinte frase “...mantenha a vontade, que o Universo se arranja para lhe conceder o que quer que seja.” E do Mestre Gabriel “A oportunidade é um bicho cabeludo na frente e careca atrás”.


Nessa hora eu não tive dúvidas, esperei a minha oportunidade, queimei minhas pontes e entrei para a TSKF.

Mudar nunca é fácil, sair da zona de conforto é um desafio que poucos conseguem encarar até o fim sem ter que correr para o colo dos pais, amigos, esposas e etc. Mas nenhuma situação é ruim para sempre, assim como nenhuma situação é boa para sempre, basta nós termos humildade para aprender, perseverança para não desistir, um objetivo para alcançar, estar preparado para qualquer obstáculo e sempre escutar as pessoas certas.

Rodrigo Oliveira
TSKF Guarulhos