quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A Regra Número 2


Dentro dos Regulamentos da TSKF, a Regra Número 2 diz:

"Cumprimentar a todos na forma tradicional da academia."

Cumprimento do Kung FuNuma leitura rápida, e acertada, isso significa que, quando você chegar na academia, você irá cumprimentar todas as pessoas que já estão lá, usando o Bao Quan (cumprimento tradicional do Kung Fu) e também será cumprimentado por elas e pelas pessoas que chegarão depois de você.

Claro que, em situações de aula, e na formação, isso pode ser inviável. Mas, quando a oportunidade se mostrar, você deve cumprimentar as pessoas, em especial instrutores, Shifus e o Mestre. Mas sem nunca esquecer dos demais alunos.

Quando você vai embora, é descortês sair sem cumprimentar ao menos as pessoas que estão próximas de você na secretaria. É claro que, na correria do dia a dia, pode ser inviável cumprimentar um por um, mas um "oi geral" e um "tchau geral" são compreensíveis, e bem aceitos, em alguns casos.

Mas esta Regra tem, dentro de si, um segredo importante, que pode fazer a diferença na jornada do aluno dentro do Kung Fu da TSKF.

Quando você cumprimenta a mesma pessoa repetidamente, várias vezes por semana, é natural que você desenvolva um grau de companheirismo com ela. Vocês treinam no mesmo horário, nos mesmo dias e podem até estarem no mesmo ponto da matéria. Isso naturalmente gera este sentimento de companheirismo por alguém que está passando pela mesma jornada e pelos mesmos desafios que você.

E é aqui que muitas pessoas falham. Conforme você vai progredindo na graduação, você mantém este espírito de companheirismo com as pessoas que caminham junto de você, mas jamais deve esquecer das pessoas que virão depois de você.

Demonstrar o companheirismo por elas, cumprimentando-as e prestando auxílio no que é cabível, como ajudar com a faixa, ou ainda fazer uma técnica com ela durante a aula, conforme solicitação do instrutor, só agrega benefícios para todos. Para o mais novato, a oportunidade de interagir com alguém que já trilhou com sucesso o caminho que ele está passando. Para o mais graduado, a chance de evoluir sua técnica e também suas virtudes, oferecendo seu tempo e sua habilidade para o outro. E para a escola, que adiciona mais um "tijolo" na construção de um ambiente cooperativo e positivo.

É claro que existirão momentos de competição, exclusivamente nos campeonatos, mas ainda nestes momentos o bom aluno saberá que a verdadeira competição é contra si mesmo, e não contra o outro.

Na escola, quando um aluno evolui, toda a escola evolui. Quando um aluno vence um desafio, todos vencem, pois o sentimento de companheirismo é um dos aspectos mais importantes ao aprender
Kung Fu, e da TSKF.

www.tskf.com.br/academias