segunda-feira, 22 de abril de 2013

Os Sapos



Certa manhã, um grupo de sapos passeava na floresta quando, de repente, três deles caíram em um poço muito profundo. Os companheiros que conseguiram evitar a queda estavam certos de que eles não sobreviveriam, e apenas os desencorajavam, dizendo que nada do que eles fizessem poderia impedir que morressem.

Os três sapos, então, começaram a nadar, para evitar que se afogassem. Como não teriam forças para aguentar muito tempo, precisavam arranjar uma saída daquela situação.  Quando o primeiro sapo começou a tentar pular para fora do poço, os que estavam do lado de fora ficaram espantados e gritaram para que ele parasse, pois não conseguiria, de maneira nenhuma, sair daquele buraco. Dando ouvidos ao que eles diziam, desistiu de tentar, e se deixou engolir pelas águas do poço.

O segundo sapo, ao ver o amigo morrer, começou a pular também. Na mesma hora, escutou os gritos dos outros vindos lá de cima, dizendo que nada do que ele fizesse adiantaria, e que era melhor que ele apenas esperasse por sua morte. Assim como o primeiro, o segundo sapo deixou-se desanimar por aquelas palavras e também morreu.

Restava apenas o último sapo. Ao contrário dos outros, ele não se deixou levar pelos maus conselhos de seus companheiros, e continuou pulando e pulando. Após certo tempo, quando já estava exausto, pensou que não aguentaria mais, mas sua determinação foi mais forte e ele não parou.

Foram momentos difíceis e, por vezes, o último sapo até pensou em desistir. Porém, mantendo-se firme, ele aguentou até a hora em que a chuva veio. A água encheu o poço, e, quando este ficou cheio, o sapo conseguiu se salvar. Os outros não acreditaram no que havia acontecido, e perguntaram ao sapo sobrevivente por que ele não havia feito como os outros e desistido. Ele respondeu simplesmente: “Eu sou surdo para tudo aquilo que tenta me desanimar ou frustrar meus planos; apenas escuto conselhos que me tragam algum bem”.

###

Muitas vezes quando resolvemos fazer algo na nossa vida, ouvimos de todos, principalmente das pessoas mais próximas, que somos doidos, que não devemos fazer isso ou aquilo, pois é perda de tempo. Se dermos ouvidos e nos deixarmos levar, acabaremos desistindo dos nossos sonhos e fracassando.

Quando você decide algo na sua vida, e tem certeza de que é isso o que você quer, vá, corra atrás desse sonho e não olhe para trás. Se perder coisas que ama, tenha certeza de que há algo melhor para você. Nunca perca a fé e sempre se mantenha firme no seu propósito!

Texto de João Lourenço
TSKF Barro Preto