sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Terra do Oeste

É interessante observar onde o Kung Fu pode nos levar e onde os desafios irão se apresentar. Uma pequena delegação da TSKF, composta pelo Mestre Gabriel, Anderson Santos e eu foi até o longínquo estado do Acre para competir, apoiar a organização e arbitrar as competições de Lei Tai do XII Campeonato Brasileiro de Kung Fu. Este evento foi organizado pela Super Liga Acreana de Kung Fu com um forte apoio da CBKFS (Confederação Brasileira de Kung Fu Shaolin).

O local

O Acre fica na parte mais ocidental do Brasil e, atualmente, com uma diferença de -2 horas em relação ao horário de Brasília. Fazendo divisão com a Bolívia e o Peru e na área da floresta amazônica, o clima é quente, mas quente mesmo. No sábado do evento, pegamos 39ºC e em nenhuma noite a temperatura foi menor que 25ºC. Rio Branco, sua capital e local do campeonato é uma cidade jovem, com pouco mais de 100 anos e foi curioso observar que, mesmo na área central da cidade, já mais desenvolvida, era praticamente impossível andar 5 quarteirões sem ver algo novo em construção.

O campeonato aconteceu no Ginásio do Sesi, localizado há uns 10 minutos do centro, onde ficamos hospedados no Inácio Palace Hotel . Contamos com total apoio da Secretaria de Esportes de Rio Branco, que forneceu translado gratuito entre o hotel e o ginásio. Claro que isso não foi uma exclusividade nossa, já que no mesmo hotel a delegação do Ceará e Paraná também estavam hospedadas (inclusive um pessoal muito dez!).

O Evento

Tivemos pouquíssimas competições de formas no campeonato, tudo porque os acreanos gostam mesmo é de competir no Kuo Shu. Sorte minha que pude arbitrar muitas lutas, contribuindo para o meu desenvolvimento, para o desenvolvimento da organização da região e para os atletas terem a oportunidade de competir com um padrão elevado de profissionalismo. As competições de lutas começaram no sábado à tarde e foram concluídas no domingo, pela hora do almoço. Foi bem ver o pessoal competindo com muita garra, força, mas sem o stress que podemos ver tantas vezes aqui no Sudeste. Dou os parabéns para a Super Liga Acreana de Kung Fu, organizadora do evento e para a Confederação Brasileira de Kung Fu Shaolin, que apoiou o evento desde sua idealização e foi uma real parceira no sucesso do campeonato.

As fotos do campeonato podem ser vistas aqui

Os vídeos estão aqui

Muito interessante o vídeo de Sanshou com o lutador que tem apenas um braço. Uma lição de força de vontade para cada um de nós, quando sentimos falta de forças para fazer alguma coisa.