quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Por quê eu devo competir?



Neste final de semana (11/10/15) Aconteceu o 21º campeonato paulista de Kung Fu. E, como todo campeonato que tenho a gratificação de participar, sempre encontro prazer em entrar naquele tatame e mostrar a mim mesmo do que sou capaz. E mesmo quando erro, ou quando saio insatisfeito de minha execução, ainda assim posso dizer que possuí uma enorme vitória naquilo em que apresentei. E vou te mostrar o por quê:

Ao competir, você está pondo sua cara a tapa, está indo lá enfrentar o julgamento de vários juízes e pessoas que lhe assistirão, e está colocando sua coragem acima de qualquer medo. Ainda isso não é um bom motivo? Então saiba que inúmeras pessoas não se expõem em campeonatos por receio do que acharão dela, do julgamento dos que estarão por lá. Vencer esse receio é tão importante quanto necessário dentro das nossas vidas. Afinal, não estamos nos expondo toda vez que pisamos fora de casa?

 É importantíssimo saber que quando você participa de campeonatos, exames de faixa, demonstrações em geral, você estará aprimorando não somente o Kung Fu, mas o seu controle emocional, a confiança em si mesmo, a capacidade de superação. Quantos não treinarão com uma gota de suor a mais por não terem um objetivo? Quantos ficarão na zona de conforto? (Deixo de lado pessoas que não competiram por fatores externos como um compromisso inadiável ou falta de recursos para competir. Mas claro, é tudo uma questão de prioridade). E, se você acha que é prioridade desenvolver-se cada dia mais, reforço a você a ideia de que competir é uma maravilhosa experiência que te preparará para muitas situações da vida. Sua performance motivará outras pessoas a quererem melhorar! Então vá lá, represente a sua academia, cumpra com sua meta e dê o show que só você é capaz de oferecer!

Espero ter sanado essa pergunta e te mostrado muito do que descobri competindo. Nos vemos no próximo evento!

www.tskf.com.br/academias